Niterói por niterói

Publicado

Crime organizado barra entrada de fornecedora de internet no Engenho do Mato, em Niterói

Em publicação nas redes sociais, empresa afirma que as equipes estariam sendo impedidas de trabalhar por criminosos da região
Design sem nome (22)
Empresa alega sofrer há meses com depredações no bairro

A Leste Telecom, empresa que oferece serviço de internet no Leste Fluminense, publicou nos penúltimo dia de 2021 um texto apontando o que acredita ser o motivo do problema na oferta do serviço no Engenho do Mato. Segundo a declaração da empresa, pessoas ligadas ao crime organizado estariam danificando a rede de fibra ótica na região e impedindo que os técnicos da Leste Telecom reparem os equipamentos danificados, quando recebem chamado dos clientes.

A publicação, intitulada “Aos Moradores do Engenho do Mato – Região Oceânica de Niterói”,  foi feita na última quinta-feira, dia 30 de dezembro, e até o momento possui mais de três mil reações e também quase 400 compartilhamentos.

Aos Moradores do Engenho do Mato – Região Oceânica de Niterói

Hoje, pela 3ª vez nesse mês, nossas equipes foram expulsas da localidade.
Todas as ocorrências devidamente documentadas na 81ª Delegacia.
Temos clientes com chamados na localidade, alguns por sabotagem clara na rede, e não poderemos atender.
Os meliantes agora impedem até a chegada em condomínios, como ocorreu HOJE pela manhã.
Não é novidade que nenhuma outra operadora faça mais investimentos na região e estamos trabalhando junto com as autoridades para resistir e não entrarmos neste grupo.
Seria mais fácil simplesmente colocar várias ruas, ou até o bairro inteiro como “área de risco” ou simplesmente “sem cobertura” para manter o “politicamente correto”.
“Sem Cobertura” = área com problema de traficantes ou milícia. Ponto.
Nenhuma operadora pula ruas ou bairros por simplesmente não querer atender.
Aos clientes afetados pedimos compreensão.
Att
Equipe Leste Telecom

Entre os 800 comentários feitos por clientes, há reclamações de falta de cobertura e ausência de profissionais na região, tanto em comunidades quanto em condomínios.

Clientes insatisfeitos com o serviço comentaram o post da empresa. Print.

Problema recorrente

Não é a primeira vez que a empresa publica um comunicado alegando problemas em no fornecimento do serviço no Engenho do Mato. Em 21 de agosto de 21 de setembro, a Leste Telecom publicou outros supostas denúncias de interrupção nos serviços por atividade criminosa no mesmo bairro.

No dia 6 de dezembro, em outra publicação também nas redes sociais, a empresa afirmava que uma equipe teria sofrido hostilização ao fazer um reparo na rede de fibra ótica em uma das ruas do bairro. Nas três ocasiões, a empresa afirmou que procuraria as autoridades competentes.

Questionada, a Prefeitura de Niterói respondeu que a Secretaria de Ordem Pública atua com ordenamento urbano e ações preventivas de baixo poder ofensivo, e que o enfrentamento ao crime organizado é de responsabilidade das forças de segurança, como as polícias Militar e Civil.

Segundo a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, investigações estão em andamento na 81ª DP, de Itaipu, que já identificou um dos suspeitos de envolvimento no crime.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email