Niterói por niterói

Publicado

Criança de 2 anos morre por complicações da Covid em Niterói

Por Amanda Ares
| aseguirniteroi@gmail.com
Morador de São Gonçalo, menino chegou ao Hospital Municipal Getulio Vargas Filho com queixa de edema generalizado e dor abdominal
Hospital-Getulinho-foto-Luciana-Carneiro-780x470-1
No Getulinho, casos com sintomas respiratórios, entre 10 e 24 de janeiro, totalizaram 65% dos atendimentos da emergência. Foto: Reprodução rede social

A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói confirmou a morte por Covid de um menino de 2 anos de idade, ocorrida nesta segunda-feira (24). Ele estava internado havia dez dias no Hospital Municipal Getúlio Vargas Filho, o Getulinho, no Fonseca. A criança morava em São Gonçalo e foi encaminhada para a unidade para ter o atendimento adequado. De acordo com a Secretaria, ele não tinha problemas de saúde que pudessem agravar o quadro. A criança apresentou sintomas compatíveis com uma Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica – MIS-C, um quadro que se desenvolve em manifestações mais graves da Covid-19.

O menino, que não teve o nome divulgado, foi internado na ala específica para Covid do hospital com queixa de edema generalizado e dor abdominal. Dois dias depois, foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e, nos dias seguintes, precisou de suporte ventilatório mecânico. Ele teve sérios danos renais e chegou a precisar de terapia renal substitutiva. Porém, após 10 dias de internação, não resistiu e faleceu.

O que é MIS-C

A Síndrome Inflamatória Multissistemica pós-Covid, conhecida como SIM-P ou MIS-C, é pouco comum, porém, uma das formas mais graves de manifestação da infecção pelo SARS-COV-2 em crianças, que parece ser causada por uma resposta imunológica anormal ao vírus. Nela, após 3 ou 4 semanas da infecção pelo SARS-cov-2, os pacientes podem apresentar uma multiplicidade de sintomas, que vão desde febre, conjuntivite, lesões na boca e mucosas, inchaço e manchas em pés e mãos, sintomas gastrointestinais e disfunção de vários órgãos, e o coração é um dos mais afetados. É uma síndrome potencialmente grave apesar do tratamento estabelecido.

Casos de Covid em crianças em Niterói

Segundo dados da Secretaria de Saúde de Niterói,  os casos com sintomas respiratórios entre 10 e 24 de janeiro no Getulinho totalizaram 65% de todos os atendimentos da emergência.

No mesmo período, 71 crianças internaram com sintomas respiratórios e 14 tiveram confirmação diagnóstica para Covid-19. Permanecem internadas 4 crianças. No total, 3 crianças internadas no Getulinho, em janeiro, apresentaram quadro de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica – MIS-C.

Em nota, a Secretaria lamentou a perda da família.

“A Saúde do município se solidariza com a dor da família e segue atenta a todos os casos identificados na cidade, por meio de ações assistenciais e epidemiológicas, buscando a melhor forma de enfrentamento dessa doença”.

A Secretaria de Saúde da cidade de São Gonçalo, onde o menino vivia com a família, não se manifestou.

 

Vacinação infantil

A vacinação da faixa etária entre 5 e 11 anos contra a Covid-19 começou na última semana em Niterói, e até esta terça-feira (25), três mil e quinhentas crianças receberam a primeira dose. Nesta quarta-feira, 26 de janeiro, se vacinam as crianças de 8 anos.

Confira o calendário desta semana

26/01 – 8 anos
27/01 – 7 anos
28/01 – 6 anos
31/01 – 5 anos

Repescagem: de 01/02 a 04/02 (terça a sexta)

ENDEREÇOS DE VACINAÇÃO DE CRIANÇAS

– Policlínica Regional Doutor Renato Silva – Avenida João Brasil, s/nº, Engenhoca.
– Policlínica Sérgio Arouca – Rua Vital Brazil Filho, s/nº – Vital Brazil.
– Policlínica Regional de Itaipu – Avenida Irene Lopes Sodré – Itaipu.

A imunização está disponível de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h, com entrada até 16h.

DOCUMENTAÇÃO

– Carteira de vacinação da criança;
– Identidade ou certidão de nascimento;
– CPF ou cartão SUS;
– Comprovante de residência do representante legal;
– Laudo médico indicando condição clínica (comorbidades e deficiência permanente).

COMPARTILHE