Niterói por niterói

Pesquisar
Close this search box.
Publicado

O difícil recomeço para quem se vê em situação de rua

Por redação
| aseguirniteroi@gmail.com

COMPARTILHE

Prefeitura de Niterói oferece ajuda para a reinserção no mercado de trabalho, com documentos, cursos e orientação profissional
Secretaria Municipal de Assistência Social e Economia Solidária de Niterói realiza oficinas entre acolhidos para promover a reinserção no mercado de trabalho (1)
Secretaria de Assistência Social promove oficinas para orientar na busca de trabalho. Foto: Prefeitura de Niterói
Uma ajuda para que pessoas em situação de vulnerabilidade voltem a se integrar na vida econômica e social: a secretaria  de Assistência Social e Economia Solidária de Niterói promove oficinas e cursos com o objetivo de preparar os acolhidos para buscar uma nova oportunidade de emprego.

A Prefeitura de Niterói, por meio do Banco Arariboia, projeto da Secretaria Municipal de Assistência Social e Economia Solidária, promove a formação de cerca de 40 pessoas em situação de rua que são atendidas pelas unidades de acolhimento institucional e pelo Centro de Atendimento à População em Situação de Rua, o Centro Pop, no curso de qualificação como barbeiro. A iniciativa tem o objetivo de capacitar as pessoas atendidas para gerar trabalho e renda, garantindo autonomia financeira e possibilidade de finalizar o ciclo de institucionalidade na qual vivem atualmente.

Todos os inscritos no curso de barbeiro receberam material completo para atuarem profissionalmente após o fim da formação. Além disso, ao término do curso, os participantes serão capacitados para atuarem de maneira coletivizada, com a perspectiva de formação de uma cooperativa de serviços, acompanhada pelo Banco Arariboia. A Secretaria Municipal de Assistência Social e Economia Solidária já promoveu três iniciativas similares:com a criação da Cooperativa Terra Viva, em Santa Bárbara; a Gastronomia Sustentável, no Morro da Penha; e o de Cuidadoras de Idosos, no Centro.

Em outra iniciativa, na semana passada, cerca de 15 participantes receberam apoio para a elaboração de currículo e treinamento comportamental para entrevistas de emprego. A ação tem o objetivo de promover a reinserção no mercado de trabalho e geração de renda para as pessoas acolhidas no hotel social.
O trabalho da equipe de inclusão produtiva acontece através de oficinas que também abordam temáticas sobre direitos trabalhistas e acesso à documentação. Como parte desse processo, são ofertados cursos de qualificação profissional, com oficinas de barbeiro, informática e auxiliar administrativo. Outro eixo de atuação é o apoio e orientação para o empreendedorismo com oficinas de artesanato e trabalhos manuais.
– O nosso trabalho com a população em situação de rua é intersetorial. A dinâmica do trabalho é fundamental para a reconstrução de caminhadas e a afirmação da autonomia das pessoas. Unir assistência social e economia solidária foi uma decisão importante do prefeito Axel Grael, que possibilita numa mesma pasta o acolhimento de quem está em vulnerabilidade social, e o processo de inclusão ao trabalho através das perspectivas da economia solidária, como a coletivização, autogestão – destaca o secretário municipal de Assistência Social e Economia Solidária, Elton Teixeira.

COMPARTILHE