Niterói por niterói

Publicado

Chopp, pizza, folga: empresas dão incentivos para quem se vacinar contra a Covid

Folga, recompensa financeira, pizza grátis, descontos e parceria com a Uber são algumas das alternativas para ampliar a taxa de imunizados
1

Conforme o calendário de vacinação avança em todo o país, algumas cidades estão buscando alternativas para incentivar as pessoas que não se vacinaram ainda e, especialmente, garantir que não percam a segunda dose, considerada essencial para completar a imunização contra a Covid-19. A urgência é ainda maior devido ao avanço de variantes mais transmissíveis, como a Delta, que já é predominante no Rio de Janeiro e em outros locais. Como forma de estímulo aos céticos da eficácia da vacinação, empresas decidiram investir em recompensas a clientes e funcionários que já tenham tomado a 2ª dose. Entre os mimos ofertados, estão pizzas grátis, bônus, descontos em mercadorias, uber para levar quem mora longe ao posto de vacinação, entre outros.

Domino’s oferece pizza de graça na segunda após comprovante de segunda dose / Foto: Reprodução Redes Sociais

Aqui em Niterói, o Deck Jardim, no Jardim Icaraí, aposta em chopp gratuito para os clientes que apresentarem o comprovante de segunda dose ou dose única. Nesse calorão, quer incentivo melhor? Já a pizzaria Domino’s, por exemplo, oferece pizza grátis para os que tiverem sido vacinados com as duas doses ou dose única da vacina. Para ganhar a pizza, é preciso entrar em contato com o DOM, o assistente virtual da empresa, enviar uma selfie com o cartão de vacinação, para comprovar a segunda dose. A partir de então, o cliente recebe o cupom, que é válido apenas nas segundas-feira até o dia 13 de dezembro. Na compra de duas pizzas médias, de qualquer sabor, a de menor valor não será cobrada.

Estímulo à vacinação vai de folga a recompensas das mais variadas

Em São Gonçalo, o deslocamento até o posto de vacinação não é motivo para deixar a imunização para lá. O município está disponibilizando transporte gratuito em parceria com a Uber. Funciona assim: Agentes comunitários de saúde e enfermeiros da Secretaria Municipal de Saúde vão até as residências para identificar as pessoas que ainda não tomaram a primeira ou a segunda dose. Caso não tenham condições de seguir para um dos 12 pontos de vacinação da cidade, o motorista leva de graça.

Tem também empresas que estão dando folga para os funcionários. O Carrefour criou um programa de incentivo à vacinação para os seus mais de 35 mil colaboradores que trabalham na operação de lojas, postos e centros de distribuição. Quem for imunizado com a primeira ou a segunda dose da vacina contra a Covid-19 terá direito a um dia de folga para cada aplicação.

A recompensa também pode vir em formato de bônus, como uma espécie de incentivo financeiro. Uma das maiores fabricantes de semicondutores do mundo, a Intel, traçou sua estratégia para lidar com o retorno presencial dos escritórios. No Brasil, a empresa paga R$ 1.300 de “bônus” para quem se vacinar.

Niterói faz busca ativa

Outra iniciativa em Niterói é o mutirão de “busca ativa” para identificar as pessoas que ainda não se vacinaram, para que recebam a primeira dose. A iniciativa partiu da Prefeitura. Em live transmitida do Gabinete de Crise, na última quinta-feira, o Secretário de Saúde, Rodrigo Oliveira, sustentou que “Ninguém fica para trás na vacinação em Niterói”. Quem não recebeu a primeira dose pode procurar os postos de vacinação, enquanto continua a aplicação da segunda dose, que deve se prolongar até novembro. A repescagem é diária.

Em Niterói, também foi publicado um Decreto Municipal que torna a vacinação obrigatória para funcionários públicos e prestadores de serviço. Entre as penalidades ao servidor, descritas na lei citada na publicação, constam medidas como advertência, repreensão, suspensão, multa, destituição de função, demissão e cassação de aposentadoria ou disponibilidade. Mas as sanções só ocorrem após processo disciplinar, que pode ser revertido caso o profissional mude de conduta.

A dificuldade de atrair pessoas aos locais de vacinação não é exclusividade do Brasil. Na verdade, o país é, tradicionalmente, adepto a vacinas. Mas nos Estados Unidos, que não tem um sistema de saúde universal e com forte campanha antivacina, o governo tem encontrado dificuldades de ampliar sua taxa de vacinados. Depois de bater recorde entre março e abril, com 4 milhões de pessoas imunizadas por dia, o país tem registrado uma queda nos números de imunização.

No país, o cardápio de recompensas para aqueles que se imunizam contra Covid é variado: cerveja, desconto no supermercado, em restaurantes premiados, donuts grátis até o ano que vem, ingresso para jogo de beisebol, flores, sorteio de carro, dinheiro, entre outros. Empresas como a American Airlines e a Amazon também passaram a oferecer incentivos a seus funcionários. A companhia aérea oferece um dia extra de folga, além do que for utilizado para a vacinação, e ainda US$ 50 em pontos da própria companhia. A Amazon paga US$ 80 para os profissionais da linha de frente de entregas que comprovarem que estão vacinados.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email