Niterói por niterói

Publicado

Canteiro de obras do Parque Orla é esvaziado; Prefeitura nega paralisação

Por Amanda Ares
Intevenções teriam sido interrompidas no começo da tarde da última sexta-feira, quando equipamentos e caminhões foram retirados do local
Leitora gravou da janela a ausência da obra nesta segunda-feira
Leitora gravou da janela a ausência da obra nesta segunda-feira

A ausência de funcionários e equipamentos nas obras do Parque Orla de Piratininga está causando apreensão entre moradores do Cafubá. No começo da tarde da última sexta-feira, depois do que parecia ser uma reunião entre pessoas envolvidas no projeto, toda a equipe deixou o local. Até a manhã desta terça-feira, as intervenções não haviam sido reiniciadas, e a entrada do canteiro de obras que fica na Rua Comendador Mem Marinho Falcão, no Loteamento Fazendinha, seguia aberta, porém vazia.

Vídeo enviado por moradora mostra o local onde dias antes havia trabalhadores e máquinas, e amanheceu vazio. Video de leitor

Questionada, a Prefeitura de Niterói negou que as obras tenham sido interrompidas e minimizou a paralisação. O município informou que o local mostrando no vídeo é onde está sendo construído um dos jardins, onde os serviços de escavação e realização das bacias já foram concluídos, restando a realização dos vertedouros, que são elementos hídricos que conduzem as águas que alimentam os jardins filtrantes. A Coordenação do PRO Sustentável informou ao A Seguir: Niterói que os operários da obra estariam em outras áreas, escavando outros jardins e bacias de sedimentação, apesar de não ser possível avistá-los nos vídeos feitos por moradores.

Nesta quarta-feira, o Conselho Comunitário da Região Oceânica fará uma visita para inspecionar a obra.

Projeto ambicioso

O Parque Orla de Piratininga é um projeto ambicioso da Prefeitura, que teve início em 2020, ainda na administração de Rodrigo Neves. Ele prevê a construção de 17 praças e píeres voltados para pesca e contemplação. Além de áreas infantis e espaços para práticas de atividades esportivas e academia, foi proposta também a edificação de três mirantes. Serão construídas praças com sanitários, uma próxima ao Canal do Camboatá (Praça 6) e outra na Ilha do Tibau, além do EcoMuseu, situado às margens da Lagoa de Piratininga, na área do antigo Iate Clube Piratininga, com acessos pela ciclovia do Parque Orla e pela Avenida Celso Kelly. No local, haverá bicicletário, guarda caiaques, sanitários, salas administrativas e um restaurante.

O projeto abrange 10,6 km de extensão ao longo da margem da Lagoa e se estende a algumas ruas transversais de importância para o Parque, como acessos principais e canais abastecedores da Lagoa. A Prefeitura também prevê um plano viário que conecta as praças e interliga o Parque com a urbanização atual, priorizando a circulação de bicicletas e passeio para pedestres por toda a extensão da margem.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email