Niterói por niterói

Publicado

Câmeras de segurança comprovam que Hiago não cometeu crime, diz Secretário de Niterói

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
‘Sequer teve tentativa de assalto, não teve violência’, afirma ele, negando que vendedor de doces assassinado estivesse roubando na fila das barcas
Hiago
Imagem mostra Hiago trabalhando junto à bilheteria das barcas. Nas redes sociais, não há informação se é ou não do dia do crime

Imagens de câmeras de segurança da CCR Barcas confirmaram que Hiago Macedo, de 21 anos, não teve conduta criminosa na manhã em que foi assassinado, na última segunda-feira (14), na estação Arariboia das barcas, no Centro de Niterói. A informação é do Secretário de Direitos Humanos de Niterói, Raphael Costa. O PM que atirou em Hiago está preso e teria alegado que o vendedor de balas estava assaltando.

“Se o Hiago tivesse cometido algum crime, não seria justificado que ele fosse assassinado. Ele estava desarmado. O que causa mais revolta – e as câmeras de segurança comprovam isso e já está no inquérito -, é que o Hiago sequer cometeu um crime, sequer fez uma tentativa de assalto. Nós acompanhamos o Hiago há muitos anos e, embora ele seja uma pessoa reativa em alguns momentos, ele era conhecido por ser uma pessoa muito trabalhadora, muito querida por todos que viviam com ele. A gente espera dar suporte à família e evitar a impunidade”, disse o  Secretário Municipal de Direitos Humanos ao SBT Rio.

O policial militar que atirou e matou Hiago está preso por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

O crime foi cometido na frente do enteado, de apenas 14 anos, que acompanhava o vendedor. O Secretário informou ainda que a família está recebendo suporte psicológico.

Segundo a Polícia Civil, as investigações continuam na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) para apurar todos os fatos.

COMPARTILHE