Niterói por niterói

Publicado

Barulho de festas tira o sono de moradores de Niterói em plena pandemia

Madrugada do último fim de semana deixou muita gente irritada em diversos bairros da cidade; Prefeitura não informa se multou ou não
Barulho-de-festas-tira-o-sono-de-moradores-de-Niterói-em-plena-pandemia
Icaraí, onde barulho de festas também incomodou moradores/Foto Reprodução da internet

O barulho provocado pelos altos volumes das caixas de sons em festas, bares e bailes espalhados por Niterói tem irritado moradores da cidade, especialmente em tempos de pandemia, quando a aglomeração é contraindicada. Não é de hoje que os altos ruídos se estendem pela noite adentro, muito além do horário permitido e sem que os estabelecimentos sejam “visitados” pela polícia ou guardas municipais. Mas no último fim de semana, pelos relatos nas redes sociais, diferentes bairros, como Ingá, Pendotiba, Fonseca e Piratininga, por exemplo, dormiram mal. “Parece que está dentro da minha casa! Surreal!”, relatou uma moradora do Fonseca, que preferiu não se identificar.

Leia mais: Especialistas defendem testes de rastreio para maior controle da Covid

Procurada pelo A Seguir: Niterói, a Secretaria Municipal de Ordem Pública não deu número de atuações e se limitou a informar que “o Departamento de Fiscalização de Posturas segue atuando em vários bairros da cidade para cumprir o decreto número 14.061/2021, que faz parte do Plano de Transição Gradual para o Novo Normal e que, em caso de descumprimento das normas sanitárias ou de utilização de som sem a devida permissão, o estabelecimento poderá receber multa de no mínimo R$ 335,02 podendo aumentar se houver reincidência”.

“Ontem foi brabo. Geralmente não me incomoda, mas tive que levantar às 4h e colocar tampões de ouvido”, relatou uma moradora, que preferiu ter sua identidade preservada, em um grupo de uma rede social. “Moro no final da Alameda, perto da Honda, noite passada e na sexta-feira foi difícil dormir”, relatou outra. Uma moradora de Piratininga afirmou que eram tantas festas que irá impossível identificar a origem do barulho. “Essa noite foi a pior. É muita falta de respeito com as pessoas que têm que trabalhar no dia seguinte, o barulho estava demais”, afirmou outra. No Ingá, um morador contou que o barulho parou um pouco antes das 7h.

Em nota, a Prefeitura declarou ainda que autorizou a volta das apresentações musicais ao vivo, com presença de público, em espaços privados como bares e restaurantes. Somente os estabelecimentos que têm autorização registrada em alvará podem funcionar com música ao vivo. Para isso, eles devem ter tratamento acústico adequado, segundo a Prefeitura.

A Fiscalização de Posturas orienta que, caso o contribuinte queira denunciar, ele deve entrar em contato através do número 153 que atende no Centro Integrado de Segurança Pública para que equipes sejam encaminhadas para averiguar as denúncias obedecendo um cronograma.

Leia também: Niterói tem o maior registro de aparições de baleias em dez anos

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email