Niterói por niterói

Publicado

Arte na Rua chega ao segundo fim de semana em Niterói

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Shows gratuitos serão realizados em diversos pontos da cidade, com apresentações do saxofonista Marcelo Martins, do músico Pedro Ivo, do grupo Filhos de Sinhá e da Sambariah
Marcelo Martins
O saxofonista Marcelo Martins dará show em Niterói neste sábado, às 11h, no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno. Foto: Divulgação

No segundo fim de semana da volta do “Arte na Rua” no modelo presencial, duas atrações foram anunciadas para animar o público. Neste sábado, 26 de março, o músico Marcelo Martins, que integra atualmente a Orquestra Atlântica, se apresenta às 11h, no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno.

Às 16h é a vez do cantor e compositor, Pedro Ivo, que estará, no Horto do Fonseca, com seu repertório sempre atualizado de canções dos últimos lançamentos dos talentos da Nova Geração do Samba e de sua autoria. Fechando a programação de março, no dia 27, domingo, o grupo ‘Filhos de Sinhá’ se apresentará às 13h, no Horto do Barreto; e Sambariah, às 18h, no Rolerzão, na Praia de Piratininga.

Leia mais: Niterói terá ciclo cultural gratuito em homenagem à Semana de Arte Moderna

O projeto Arte na Rua reforça o potencial criativo da cidade e valoriza a ocupação dos territórios públicos por todas as faixas etárias.

– Partindo do princípio que as ruas são livres para as manifestações artísticas, o Arte na Rua está de volta para promover apresentações gratuitas de diferentes linguagens artísticas em vias e espaços públicos, estabelecendo um diálogo direto entre artistas e cidadãos – afirma Marcos Sabino, Presidente da Fundação de Arte de Niterói.

Sobre os artistas

Marcelo Martins

Possui uma carreira consolidada iniciada ainda na infância. Com apenas oito anos, o músico iniciou seus estudos na Orquestra Típica La Salle. Estudou com o Sax/flautista Renato Franco, cursou Teoria Musical no Conservatório de Música do Estado do Rio de Janeiro e estudou harmonia e improvisação com o professor Sérgio Benevenuto, Blas Rivera e, posteriormente, harmonia e arranjo com o maestro e trombonista Vittor Santos.

O artista já gravou e trabalha (ou) com diversas personalidades da música brasileira, entre eles, Djavan, Antonio Adolfo, Cesar Camargo Mariano, Eumir Deodato, Airto Moreira & Flora Purim, Ed Motta, Gilberto Gil, João Bosco, Leila Pinheiro, Moacir Santos, Marcos Valle e Ivan Lins. Lançou seu primeiro CD solo, ‘Do Outro Lado’, que foi eleito pelo crítico Carlos Calado como um entre os 10 melhores Cds de 2013. Atualmente, integra também a Orquestra Atlântica – o CD “Antônio Adolfo – Encontros – Orquestra Atlântica” foi indicado ao Latin Grammy Awards 2019 na categoria engenharia de Som – como cofundador ao lado de Jessé Sadoc, Aldivas Ayres e Danilo Sinna, onde atua como arranjador, compositor e saxofonista.

Pedro Ivo

Iniciou sua carreira no GRANES Quilombo (Grêmio Recreativo Arte Negra Escola de Samba), fundado pelo compositor Candeia, em 2007 como vocalista do grupo Uto Tombo do Quilombo. Em 2015, Pedro ficou em segundo lugar da votação popular do concurso Novos Talentos do Samba, promovido pela Antárctica e, no ano seguinte, ganhou o prêmio João de Barro, quando se sagrou campeão do concurso de marchinhas realizado pela Fundição Progresso, em conjunto com a Petrobras. O cantor passou por importantes grupos como: Saravah, Regresso, Tenho Dito, Mistura da Toca, Quarteto Degradèe e Filhos de Sinhá.

Em 2017 lançou, no Theatro Municipal de Niterói, o seu primeiro álbum solo, em comemoração aos dez anos de carreira. Em Niterói se apresenta frequentemente em diversos eventos e nas casas de samba mais badaladas da cidade. Pedro teve a oportunidade de participar também de rodas de samba em casas que marcaram a história da cidade, entre elas o Candongueiro. Seu repertório conta com os últimos lançamentos dos talentos da Nova Geração do Samba, com as canções mais conhecidas de sua autoria, e promove uma verdadeira imersão na história do gênero, retratando com autenticidade e perfeição o legado de cada um dos grandes mestres do Samba.

Filhos de Sinhá

Idealizada pelo músico Yuri Portella, “Filhos de Sinhá” é uma roda de samba itinerante que não tem músicos fixos em sua composição. A cada edição, novos músicos são convidados a participar, o que resulta em uma mistura de talentos bem especial. O projeto teve início no dia 29 de junho de 2014 e, durante 7 anos, foram realizadas 80 edições com a participação de mais de 200 músicos.

No repertório prestigiam clássicos do samba de renomados compositores e também sambas da galera nova, que tem feito muita coisa boa por aí. E, como nos velhos e bons tempos, o público é parte da roda, cantando junto, com aquela energia do samba no gogó e na palma da mão. A “Sinhá” simboliza a mãe que recebe e acolhe a todos como filho e os “Filhos” de Sinhá são os músicos.

Sambariah

Grupo musical, formado por 6 vozes femininas, violão, cavaquinho, triângulo, coquinho, atabaque , surdo, zabumba, tamborim e pandeiro. Idealizado e formado pela cantora e compositora Marthinha Sambariah em 2013, o conjunto interpreta composições próprias e cria novos arranjos de outros compositores, desde o forró até o samba, apresentando um repertório muito rico, que passa por todas as décadas da música popular brasileira. Já se apresentou em diversos locais importantes.

Em fevereiro de 2021, lançaram o EP transmitido também pelo Youtube, em comemoração aos 8 anos do grupo, no qual apresentam, finalmente, suas músicas autorais. Por onde o Sambariah passou até hoje, deixou uma mensagem ao público que fala da força feminina em fazer arte no Brasil, da riqueza e diversidade rítmica e cultural que o país possui e da valorização da mulher dentro na cena musical brasileira, comprovados pelas composições autorais e pela performance do instrumento tocado por elas no palco.

SERVIÇO

Centro Cultural Paschoal Carlos Magno – Campo de São Bento (sábado, 11h)
26/03 – Marcelo Martins
Endereço: Alameda Edmundo de Macedo Soares e Silva, s/n – Icaraí, Niterói

Horto do Fonseca (sábado, 16h)
26/03 – Pedro Ivo
Endereço: Alameda São Boaventura, 770 – Fonseca

COMPARTILHE