Niterói por niterói

Publicado

Administradores do Mercado Municipal de Niterói estimam movimentar R$ 7 milhões por mês

Por Sônia Apolinário
| aseguirniteroi@gmail.com

COMPARTILHE

A inauguração está marcada para quinta-feira, dia 27 de julho, às 12h. Antes, às 9h, será realizada uma cerimônia restrita a autoridades
mercado municipal de niterói 25 julho 2023
O Mercado Municipal de Niterói tem 9.700 metros quadrados. Foto: Marco Macedo/Vitrolla Filmes

Receber 100 mil visitantes e movimentar cerca de R$ 7 milhões, por mês. Essa é a expectativa em torno do Mercado Municipal de Niterói por parte de seus administradores. Depois de três anos do seu lançamento, sendo dois deles durante a pandemia do Coronavírus, o local será inaugurado na próxima quinta-feira (27).

Leia mais: Niterói vai pagar até R$ 1.000 a moradores por entrega de arma de fogo

Os portões serão abertos para o público às 12h. Antes, às 9h, será realizada uma cerimônia que contará com a participação do prefeito de Niterói, Axel Grael, e do secretário Executivo do município, Rodrigo Neves – que lançou o projeto do Mercado quando da sua gestão à frente da Prefeitura.

Uma exposição de carros antigos e exibições da bateria da Unidos do Viradouro, entre 11h e 15h, são atrações programadas para recepcionar o público, nesta quinta-feira.

Das 180 lojas previstas, 172 inauguram também no dia 27. No térreo, serão comercializados frutas, verduras, legumes e produtos tradicionais da região. Funcionarão também açougue, empórios especiais, lojas de queijos, laticínios, especiarias e adegas. Restaurantes e cervejarias artesanais estarão no mezanino. Juntos, formarão praça de alimentação e um Biergarten que oferecerá cerca de 50 tipos de cervejas diferentes. O estacionamento é pago e tem capacidade para 200 carros.

Com 9.700 metros quadrados, o Mercado passou por um retrofit. O edifício da Avenida Feliciano Sodré, 488, no Centro, abrigou, de 1930 a 1976, o Mercado Municipal da cidade. Em 1977, após seu  fechamento, o espaço passou a ser utilizado como Depósito Público Estadual. O local também serviu como base para o CEASA (Centrais de Abastecimento) e um centro de assistência social. O imóvel faz parte de um conjunto arquitetônico da região portuária de Niterói. Estava desativado há cerca de 30 anos.

Parceria Público Privada

O Mercado Municipal de Niterói fica na Avenida Feliciano Sodré, 488, no Centro. Foto: Prefeitura de Niterói

A revitalização do espaço foi feita por intermédio de uma  parceria entre a Prefeitura de Niterói e o consórcio Novo Mercado Municipal, através do edital de concessão de Parceria Público Privada (PPP). A administração conjunta do empreendimento está prevista para ser feita pelos próximos 25 anos. Na época do lançamento do projeto, foi informado que o consórcio faria um investimento de R$ 69 milhões, ao longo de três anos, sendo R$ 30 milhões a serem gastos apenas na reforma do prédio. Em agosto de 2020, a diretora do Novo Mercado era Sofia Avny, sócia diretora do Nacional Shopping.

– Nosso projeto não foi inspirado em outros mercados. Pensamos em um lugar com identidade própria, com mix diferenciado de produtos para todos os públicos, que buscam lazer, diversão ou boa gastronomia. Aproveitamos a estrutura do mercado, um prédio histórico e icônico, para fazer algo diferente do que todo mundo já tinha desenvolvido e pensado. Queremos estar entre os cinco melhores mercados do mundo – afirmou o empresário Marcelo Viana, que está à frente do negócio.

A aposta do prefeito de Niterói, Axel Grael, é que o Mercado se torne um novo ponto turístico da cidade, além de um polo de desenvolvimento da economia do município. Segundo ele, o empreendimento vai gerar mais de dois mil empregos diretos e indiretos.

– Tenho certeza que cada morador de Niterói e as pessoas que virão de outros lugares para visitar o nosso Mercado Municipal vão ter uma bela surpresa com esse espaço – disse Grael.

Já o secretário Executivo Rodrigo Neves destacou que o projeto do Mercado saiu do papel graças a uma “continuidade das políticas públicas” da cidade:

Idealizamos esse projeto em 2017. Essa área era uma área degradada de Niterói. Aqui havia galpões abandonados com centenas de pessoas em condições sub-humanas. Em uma força-tarefa, essas pessoas foram apoiadas pela Prefeitura e demolimos os galpões que estavam aqui e que não eram do patrimônio histórico. Também fizemos a revitalização do entorno – contou.

Trânsito

Um novo acesso ao Centro da cidade, para quem vem da ponte Rio-Niterói, foi inaugurado no sábado passado com o objetivo de facilitar a chegada de visitantes ao Mercado Municipal.

O motorista que vier da ponte em direção ao Centro de Niterói, na Av. Feliciano Sodré, vai poder pegar a faixa à esquerda para entrar na Rua Washington Luiz. Depois, ao acessar o mergulhão da Praça Renascença, sairá em frente ao mercado.

COMPARTILHE