Niterói por niterói

Publicado

‘A Seguir: Niterói’ terá nova plataforma, mais seções, colunistas e TV a partir de 8 de novembro

Por Redação
| aseguirniteroi@gmail.com
Redesenhado, moderno e mais ágil, novo site vai mostrar Niterói com profundidade, aposta em análises e conteúdos exclusivos
paisagem-niterói Luiz Gonzaga Torres
Niterói, cidade espetáculo. Foto de Luiz Gonzaga Torres

Um ano e meio depois de ser lançado, em meio ao início da pandemia de Covid-19 na cidade e no país, o A Seguir: Niterói terá cara nova e reforçará o DNA de Niterói. Passará a ser editado em uma nova plataforma, a WordPress, usada por grandes empresas de mídia do mundo, o que dará ao site mais agilidade na publicação de notícias. O novo A Seguir: Niterói terá mais espaço para conteúdo exclusivo, análises, novos colunistas e blogueiros, novas seções e uma TV.

O desenvolvimento tecnológico e o design do novo site foram feitos pela empresa Flip Color Agência Digital, de São Bento do Sapucaí (SP), sob orientação dos sócios fundadores do A Seguir: Niterói, os jornalistas Luiz Cláudio Latgé e Silvia Fonseca e o publicitário Wilson Pessoa.

O A Seguir: aposta no jornalismo local, próximo da comunidade e feito por jornalistas profissionais. Além de focado na interação com o dia a dia do município e na cidadania, o jornalismo local é cada vez mais urgente diante da necessidade de informação de qualidade, profissional, num ambiente de desatinos cometidos no mundo pela desinformação, as chamadas fake news.

Neste um ano e meio no ar, o site publicou mais de 3.500 reportagens, especialmente sobre a pandemia nos primeiros meses e a retomada da vida normal depois do isolamento, aproximando mais a cidade de seus cidadãos. Deu amplo espaço à cobertura das eleições municipais e acompanha diariamente os esforços dos mais diferentes setores, da economia, do comércio, da educação, da saúde, da cultura, para a volta das atividades e a recuperação no pós-pandemia.

– Uma plataforma é um ponto de partida. Sugere um salto. No momento em que a cidade avança na vacinação, o A Seguir: Niterói se lança ao futuro, ampliando a oferta de reportagens e serviços, estreitando os laços com o morador de Niterói que somos todos nós – diz Luiz Cláudio Latgé, fundador do site.

Aposta no jornalismo local

Nos Estados Unidos, há uma crescente revitalização do jornalismo local ou comunitário, fenômeno registrado a partir da crise dos veículos tradicionais de informação e da multiplicação de informadores independentes, com redes sociais, blogs, podcasts e influenciadores.

– Há alguns anos vivemos uma revolução na indústria profissional de mídia com o surgimento da internet. Além de virar de cabeça para baixo a forma de se produzir, divulgar, consumir e financiar o jornalismo profissional, a internet provocou ainda duas revoluções mais amplas no rastro dessas mudanças: os fluxos de informação hoje são múltiplos, com o jornalista e o leitor se revezando em seus papéis de produtores/receptadores de notícia, e a multiplicação dos conteúdos em circulação. É neste contexto que o jornalismo profissional, e especialmente o local, se tornam mais necessários – diz Silvia Fonseca, jornalista com 30 anos de experiência na grande imprensa tradicional e uma das fundadoras do A Seguir.

Além de novas seções e de uma dezena de colunistas, a nova plataforma dinamiza e traz mais espaço para conteúdos publicitários, como frisa o publicitário Wilson Pessoa, também fundador do site:

– A nova plataforma oferece formatos e inserções com mais impacto e flexibilidade, sempre mantendo o fundamental equilíbrio entre conteúdo editorial e publicitário. Nosso público é o morador da cidade, qualificado e interessado nas notícias locais e também nas ofertas de serviços e produtos das empresas daqui. É esse ambiente exclusivo sobre Niterói que diferencia o A Seguir e torna as campanhas publicitárias muito mais efetivas.

Novas seções e colunistas estreiam junto com a nova plataforma, no próximo dia 8 de novembro, segunda-feira.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email