Niterói por niterói

Publicado

Marcas recém-inauguradas renovam os ares do comércio de Icaraí

Por Fabiana Batista e Amanda Ares
| aseguirniteroi@gmail.com
Novos negócios dão frescor a Icaraí inpirados pela retomada da economia
WhatsApp Image 2021-11-12 at 11.44.12
Loja MB Casa, na rua Mariz e Barros, em Icaraí. Foto: Amanda Ares

A cidade de Niterói foi um dos locais que cumpriu o isolamento social com rigor e manteve as portas dos comércios fechados por longo período. Atualmente, exemplo em vacinação e em plena retomada da economia, a cidade volta a atrair empreendedores, especialmente em Icaraí. A Seguir: Niterói procurou estabelecimentos recém-abertos e conversou com três deles. A  loja de decorações MB Casa é a nova marca de uma família acostumada a apostar no comércio local e a sorveteria Nonna Lina agora muda o foco de atendimento e acaba de abrir um espaço ao público. Já a marca feminina Yes She’s ainda está engatinhando, com um ano de vida no Leblon, suas sócias buscam expandir do lado de cá da Baía de Guanabara.

Sócias da Wes She’s | Foto: Divulgação

A marca de roupas e joias Yes She’s é um sonho antigo de Tatiana Novaes, ex-gerente da Animale, que convidou para a empreitada a amiga Aline Barreto. Já a chegada de Camilla Aguiar, terceira sócia, foi um pouco diferente, antes como cliente, se tornou amiga e depois entrou no negócio. As três se uniram e abriram uma loja na zona sul do Rio e um site para o e-commerce no final de 2020. Em pouco tempo o empreendimento cresceu, as vendas aumentaram e o trio percebeu que poderia expandir. Surgiu então a ideia de abrir uma loja-conceito. 

– Com o sucesso da loja, do início do e-commerce e a divulgação do Instagram surgiram demandas de clientes para abrir uma filial em Niterói. Logo, compramos a ideia, pois duas das sócias moram nesta cidade, explica Tatiana.

A escolha aconteceu espontaneamente e não houve medo de, em tão pouco tempo, expandirem para outra cidade. Mesmo em meio à pandemia e com a força atual do digital, elas acreditam na experiência do consumidor e a segunda loja era a oportunidade de estarem mais perto de clientes niteroienses que compravam no Leblon.

A filial será aberta na Rua Ator Paulo Gustavo, em Icaraí, no dia do aniversário de um ano da marca, quinta-feira (18) e contará com um desfile de looks e joias desenhadas pela Camilla. Para evitar aglomerações, será fechado para convidados. 

– Com a nova loja, a ideia é propor um clima mais intimista, que a cliente se sinta acolhida. Poder entrar na cabine e experimentar a peça tem muita força para o público feminino, expõe Tatiana.

Sorveteria artesanal e a cara da casa da vovó

Sorveteria Nonna Lina na rua Moreira César | Foto: Divulgação

Outro estabelecimento comercial recém-inaugurado no bairro é a sorveteria Nonna Lina. Apaixonada por sorvete e pela cozinha, Ilka Mendonça de Moraes criou a marca e produz sorvetes com receitas artesanais e produtos que vêm da Itália e da Argentina há dez anos. Com o início da pandemia e os bistrôs e restaurantes, que compravam os sorvetes, a cozinheira precisou escolher entre se reinventar ou fechar. Ela escolheu pela primeira opção, reorganizou suas redes sociais e comércio online e passou a vender diretamente para o consumidor final.

Desde o início as vendas foram um sucesso, Ilka lembra, entusiasmada, mas também com um ar cansado, que passou a trabalhar cedinho e parar às 23h. O WhatsApp nunca mais parou, e até para conversar com o A Seguir: Niterói precisou encontrar um tempinho na agenda. Provocada pela amiga Fernanda Santos, fã dos produtos e atualmente sócia do negócio, a gelatier passou a cogitar a possibilidade de abrir uma loja física. Demorou um pouco para topar, mas quando soube que o ponto era em no coração de Icaraí, mesmo insegura, aceitou. 

– Eu já tinha clientela e a marca era conhecida, então não comecei do zero, apenas dei continuidade e abri um ponto físico. Fiz uma decoração no estilo “casa da vovó” para as pessoas experimentarem uma experiência aconchegante, conta Ilka.

As portas abriram no dia 1º de outubro. Porém, não houve inauguração do modo que ela queria. Planeja fazer um dia de degustação com drinks prosecco e bebidas alcoólicas de sorvete. Ao ser questionada sobre sabores e textura, apaixonada no que faz brinca “só provando para entender o quão delicioso é”. A escolha por Niterói também não é aleatória e nem apenas apenas porque é moradora, Ilka vê na cidade um local gostoso para estar.  

– Minha ideia é que, ao consumir o sorvete da Nonna, o cliente tenha um momento de prazer e torne seu cotidiano especial.

Repaginando o negócio da família

MB Casa | Foto: Amanda Ares

O clima de novidade toma conta de Icaraí de tal forma, que 1º de outubro foi dia de outra inauguração: a loja MB Casa abriu suas portas na Rua Mariz e Barros. A marca é o novo negócio da família Erthal, que já era proprietária da antiga loja que funcionava ali, a papelaria “Lápis e Papel”. A MB agora é tocada pela engenheira civil Nathalia Erthal

A filha dos donos da Lápis e Papel vivia uma rotina corrida, morava na Região Oceânica e trabalhava no Rio, até que topou, em 2019, a sugestão dos pais em administrar a papelaria. Mas não sem antes fazer alguns ajustes:

– Propus várias mudanças. Talvez alugar uma parte e utilizar apenas a menor. Importunei a vida dos dois para fazer uma reforma e analisar se valia a pena fazer uma loja de papelaria, de brinquedo ou de decoração.

Apesar de aceitarem parte das propostas, até mesmo de mudar de ramo, a decisão de manter a loja fechada para fazer a reforma, por alguns meses, não agradou os donos. E nisso a chegada da pandemia, que os forçou a fechar as portas, foi a oportunidade que Nathalia teve para tirar o projeto do papel. O ano de 2020 foi para colocar a mão na massa e um site no ar.

A ideia inicial era dividir o espaço, fazer a obra apenas na parte menor e, talvez, alugar a segunda. Entretanto, quando o projeto ficou pronto, a família repensou e decidiu reformar tudo. De julho até outubro deste ano as energias foram voltadas para a obra. Foi a primeira vez, em 37 anos de funcionamento, que o estabelecimento permaneceu fechado por tanto tempo.

Durante este período, Nathalia explica que utilizou o site para manter o negócio de pé, e nas primeiras semanas foram mais de 300 acessos. Agora com a loja reaberta, a jovem empresária também já consegue perceber, ao unir e-commerce e vendas físicas, um aumento no faturamento. A organização também precisou mudar: enquanto a mãe faz parceria com a filha no cotidiano da loja, o pai ficou responsável pelo financeiro.

Retomada (otimista) da economia em Niterói

As três lojas seguem os protocolos de higiene necessários e buscam manter o distanciamento, o uso de máscara obrigatório no interior das lojas e álcool em gel sempre à disposição dos clientes. Na Nonna Lina também há uma pia no interior da loja com sabonete sanitizante para lavar as mãos. A vacinação é uma unanimidade, todas as entrevistadas e seus funcionários foram completamente vacinadas. Ilka, que está imunizada, diz que tem recebido notícias de que há novos focos da pandemia na Europa mesmo com o aumento de vacinados nestes lugares e, por isso, pretende cumprir rigidamente as normas até que se sinta completamente segura.

Os negócios, apesar de precisarem se reinventar e reverem o formato de vendas e, como ocorreu com a MB Casa, até passarem a vender outras mercadorias, estão otimistas com a volta do comércio em Niterói e veem na cidade um bom local para empreender.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email