Niterói por niterói

Lupulinário

Por Sônia Apolinário

A coluna Lupulinário é escrita e editada pela jornalista Sônia Apolinário e completou 4 anos em julho.
Publicado

Noi incorpora a marca cigana W*Kattz ao seu portfólio

Em pé, Guilherme Zanin (esquerda) e Luiz Gonzaga Winter. Sentada, Bárbara Buzin e os gatinhos criados por Bruno Drummond

Novidade no mercado cervejeiro de Niterói. A Noi incorporou a cigana W*Kattz ao seu portfólio. Em comunicado à imprensa, a Noi informou que, a partir de agora, passará a fazer a produção, distribuição e comercialização das cervejas “dos gatinhos”. Já as decisões estratégicas para o futuro da marca serão tomadas em conjunto, tanto pela diretoria da Noi quanto pelos sócios da W*Kattz, Adriana Winter e Luiz Gonzaga Winter.

A W*Kattz foi criada em 2015. O nome foi escolhido a partir dos sobrenomes dos sócios iniciais – W* vem de Winter e o Kattz, de uma adaptação de Katze, gato em alemão. Para celebrar a então criação da marca, um amigo jazzista compôs uma trilha sonora. Surgiu a ideia de inserir na identidade visual uma banda formada por gatos e o desenho foi criado pelo cartunista Bruno Drummond. 

Os primeiros rótulos escolhidos para voltarem ao mercado sob a supervisão do mestre cervejeiro da Noi, Guilherme Zanin, foram a Califórnia (APA) e a 7Vidas (Rye IPA). Inclusive, ambos já estão disponíveis nas casas Noi que passarão a ter, pelo menos, uma torneira fixa para a marca. A expectativa é que, em breve, a W*Kattz anuncie dois pontos físicos, um no Rio e outro em Niterói – na cidade, na Vila Cervejeira, no Centro, a bandeira da marca está pendurada no portão de um dos boxes, há cerca de dois meses, mas ainda não há obras sendo feitas por lá. A marca já lançou 18 rótulos, sendo que quatro deles foram premiados no Festival Brasileiro de Cerveja, em Blumenau (SC).

“A W*Kattz sempre foi cigana, mas, uma vez com a marca consolidada, procuramos outro modelo de negócio, mais sustentável. A pandemia acabou nos aproximando muito da Noi. Além de amigos, a Adriana e eu somos vizinhos da fábrica em Itaipu. O profissionalismo e capacidade de produção e distribuição da Noi pode levar nossos gatos ainda mais longe”, explica Luiz Gonzaga Winter.   

Para Bárbara Buzin, diretora da Noi, a W*Kattz torna o portfólio da Noi ainda mais completo. A produção da cervejaria, atualmente, é de 80 mil litros, por mês:

“Com a nossa qualidade técnica e capacidade de produção, almejamos um crescimento de ambas as marcas. Essa junção está sendo bem tranquila, pois já havíamos produzido umas três colaborativas que foram muito bem recebidas no mercado. Acho que o público cervejeiro só tem a ganhar, pois terá mais acesso aos rótulos da  W*Kattz, com a nossa produção e distribuição. O Luiz sempre se deu muito bem com o Guilherme e eles já estão cheios de ideias”, afirma Bárbara.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email