Niterói por niterói

Silvia Fonseca

Silvia Fonseca é jornalista e trabalhou por 30 anos no jornal O GLOBO, onde foi Editora Executiva. Tem pós em Gestão de Redação, tem uma consultoria em soluções de mídia e é sócia fundadora do A Seguir: Niterói. Nasceu em Minas, mas mora em Niterói há 32 anos.
Publicado

Cláudio Castro e Marcelo Freixo têm empate técnico no Rio

castro
Claudio Castro: governador lidera disputa em empate técnico com Freixo. Foto reprodução internet

No dia em que dirigentes do PT anunciaram que o partido do ex-presidente Lula vai mesmo apoiar Marcelo Freixo para governador do Rio, pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta terça-feira (22/3) mostra um empate técnico entre o deputado do PSB e o atual governador, o bolsonarista Cláudio Castro (PL). O resultado não é bom para Freixo. Castro tem acordos com nove entre dez prefeitos do Estado, além de estar usando a caneta para fazer jorrar dinheiro da privatização da Cedae nos municípios.

Outro problema para Freixo é a alta taxa de rejeição a seu nome, já bastante conhecido do eleitorado fluminense. Apesar do favoritismo de Lula na disputa presidencial no Estado do Rio, quase metade dos eleitores (47%) disseram que não votariam em Freixo, contra taxa de rejeição um pouco menor de Castro, de 36%.

Cenário indefinido. Ainda mais que muitos eleitores ainda não começaram a acompanhar a disputa e só decidem voto nos últimos dias. Mas os números que estão aí não dão margem a apostas.

Na pesquisa, o governador aparece com 22% das intenções de voto contra 18% de Freixo. Em terceiro vem o ex-Prefeito de Niterói Rodrigo Neves, do PDT, que comemora porque tem rejeição menor e desconhecimento maior junto ao eleitorado do estado. Apoiado pelo Prefeito Eduardo Paes, o ex-presidente da OAB Felipe Santa Cruz (PSD) tem apenas 3% hoje, o que pode ajudar a consolidar um acordo com o PDT de Rodrigo Neves e Ciro Gomes, este último candidato à Presidência.

O instituto também fez simulações com o deputado estadual André Ceciliano como candidato ao governo do Estado, mas o PT já decidiu que ele será seu candidato ao Senado na composição com Freixo.

Foram ouvidos 1.200 eleitores do Estado do Rio de 15 a 18 de março. A margem de erro é de 2,8 pontos percentuais.

Vai ser animado.

COMPARTILHE