Niterói por niterói

Melina Amaral

Jornalista niteroiense, atuou como repórter no GLOBO e na Globo.com. Com pós-graduação em Marketing e Gestão de Pessoas, esteve à frente do setor de Comunicação de escolas de Niterói. Apaixonada por fotografia, dá os seus cliques nas horas vagas.  É mãe do André e da Ana Carolina.
Publicado

Brincar é coisa séria

Solar do Jambeiro
Divulgação/Solar do Jambeiro

Pergunte a uma criança o que ela mais gosta de fazer e, sem dúvida, a resposta envolverá a brincadeira. Mais do que um simples passatempo, brincar é a essência da infância. É o modo pelo qual os pequenos se conectam com o mundo, adquirem novas habilidades, se sociabilizam, entram em contato com regras e limites, e aprimoram sua comunicação.

 

Para o psicólogo bielo-russo Lev Vygotsky, pioneiro ao defender que as crianças aprendem por meio da exploração do ambiente e criam mecanismos de aprendizagem antes mesmo de irem à escola, “numa brincadeira, um dia transcorre em meia-hora e 100 quilômetros são percorridos com cinco passos”.

 

Derivada da palavra “brinco”, do latim “vínculo”, cujo significado é “fazer laços, ligar-se”, a brincadeira vira mesmo coisa séria quando o assunto é o desenvolvimento infantil e, por isso, ganhou até uma data especial para ser celebrada mundialmente, o dia 28 de maio.

 

O Dia Internacional do Brincar foi instituído em 1999, pela International Toy Library Association (ITLA), durante a 8ª Conferência Internacional de Ludotecas, realizada em Tóquio. A data é reconhecida pela UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e celebrada em mais de 40 países.

Pensando nisso, o coletivo Conexão Natureza promoverá, no próximo sábado (28/5), das 10h às 15h, uma formação teórico-brincante com vivências ao ar livre, que irá abordar temas relacionados ao neurodesenvolvimento infantil e benefícios do brincar na natureza para bebês e crianças. Os palestrantes convidados são: Adriana Amaral (@expressivamente), Rafael Crooz (@floresta_educadora) e Ana Lúcia Silva (@infanciarte), além de Mônica Oliveira, criadora do Conexão Natureza.

 

“Essa formação é relevante para a promoção de saúde integral na infância, seja ela no desenvolvimento típico ou atípico, uma vez que a proximidade com espaços naturais pode diminuir sintomas do TDAH, ansiedade, estados depressivos, aumentando a sensação de felicidade. Vamos abordar aspectos como o desenvolvimento sensório motor, a proteção do sistema imunológico, a relação da sazonalidade com nosso estado emocional, os benefícios de brincar na natureza e evitar brinquedos plásticos, entre outros”, destacou a fonoaudióloga e terapeuta familiar Adriana Amaral.

 

O evento “Niterói Infância e Natureza – Brincar ao ar livre”, que conta com a parceria da prefeitura de Niterói, da Aldeia Curumim e do Irmãos da Terra – Produtos Naturais, será realizado no Solar do Jambeiro, no Ingá, e é voltado para profissionais e estudantes das áreas de Educação, Saúde e Meio Ambiente, além de pais, mães, cuidadores e demais interessados no tema.

 

“Brincar é a essência da aprendizagem infantil. E o brincar ao ar livre potencializa esse aprendizado, desenvolve habilidades sensório-motoras, cognitivas, desperta o imaginário e a criatividade, promove a regulação emocional da criança, aumenta a imunidade, contribui para que a criança tenha um sono mais tranquilo, fortalece vínculos afetivos com o outro e com a natureza, cria memórias sensoriais corporais e afetivas por toda a vida”, enfatizou a organizadora Mônica Oliveira.

 

O evento contará ainda com vivências lúdicas, nos jardins do Solar do Jambeiro, para crianças de 2 a 7 anos, para que os adultos se dediquem à formação, na parte da manhã. E à tarde, haverá uma interação adulto-criança-natureza.

 

As inscrições devem ser feitas em https://bit.ly/NiteroInfanciaNatureza e as vagas são limitadas. Será emitido certificado eletrônico de participação.

 

E o coletivo Conexão Natureza (@coletivoconexaonatureza) está em busca de parceiros financeiros para que sejam concedidas bolsas integrais e auxílio (transporte/alimentação) para os profissionais de educação infantil de creches comunitárias de Niterói e São Gonçalo. Os interessados em apadrinhar essa ideia devem entrar em contato com o coletivo via Instagram.

 

COMPARTILHE